benassi-marca-dagua

Benassi, o vereador que não se omite

Sempre teve uma destacada participação política. Participou da Coordenação Nacional do Movimento contra a Carestia e da Associação Popular de Saúde. Foi presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Campinas e membro da sua Direção Nacional. Atualmente faz parte do Comitê Municipal e Estadual do PC do B.

É vereador há 10 anos e durante 7 presidiu a Comissão de Educação da Câmara Municipal. Atualmente é o 1º Secretário da Câmara Municipal e membro do Conselho Municipal de Educação, sendo o autor dos cadernos “Lucro Máximo, Miséria Máxima e Renda Mínima”, “A farsa da Lei de Responsabilidade Fiscal”, “Estatuto da Cidade” e “Trabalho e Desemprego”.

Benassi tem presença marcante no movimento popular, sindical e nos meios educacionais tanto de creches, estudantes secundaristas e de ensino médio, quanto de universitários e de institutos de pesquisa de Campinas. Participou de incontáveis greves, passeatas, manifestações e protestos. Tais como: a greve dos servidores públicos municipais, dos funcionários da Unicamp, dos servidores do Judiciário, dos funcionários do INSS e da campanha salarial dos funcionários da Embrapa. Apoiou os docentes demitidos pela Puccamp e pela Vésper Telecomunicações, a campanha pelo “Passe Livre Jᔠe pelo passe escolar para estudantes profissionalizantes, promovidas pela UCES e estimulou a discussão do Estatuto do Magistério. Colaborou na luta contra a reintegração de posse do Pq. Oziel, Monte Cristo, e Vl. Padre Jósimo, organizou manifestações contra o aumento da tarifa do transporte e contra a privatização do Banespa. Denunciou e protestou contra o sucateamento dos institutos Agronômico de Campinas, o Biológico, o de Zootecnia, o de Pesca, e tantos outros, promovidos pelo governo Estadual. Ajudou na negociação entre o Sindicato dos Rodoviários e a Prefeitura para garantir a volta dos cobradores e como representante público, não poderia ignorar a campanha contra a violência.

O vereador comunista promoveu o seminário para discussão da Lei de Responsabilidade Fiscal, intitulado “O impacto sobre os municípios”, o debate “Um novo rumo para o Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual)”, o debate-lançamento intitulado “Os desafios da esquerda hoje”, do livro de Décio Saes, o seminário “O papel do Legislativo na Região Metropolitana de Campinas” e criou o Fórum de Cidadania e Crise Energética. Além de solicitar a presença do Secretário Municipal de Transportes Marcos Bicalho, para discutir com os vereadores o aumento da tarifa no sistema de transporte coletivo. Mesmo sofrendo ameaças Benassi conseguiu o cumprimento efetivo da “Lei de Direito de Passagem” que garantiu cerca de R$ 31,3 milhões à Prefeitura Municipal de Campinas, referente ao ressarcimento das empresas que exploram o solo e subsolo no município e nunca pagaram por isso.

Foi um dos proponentes da criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) para averiguar as irregularidades na contração da empresa para execução de limpeza pública e a CEI para apurar a prorrogação da concessão de exploração da Rodoviária de Campinas; a instalação de uma Comissão Especial de Estudos (CEE) para analisar o funcionamento dos diversos Conselhos de Cidadania de nosso município.

Benassi representou a Câmara Municipal no seminário sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, promovido pela Câmara dos Deputados em Brasília/DF e nas discussões sobre a implantação da Região Metropolitana de Campinas. Também foi indicado como representante do Poder Legislativo para dar continuidade nas negociações entre o governo Estadual, a Infraero e a Prefeitura sobre o projeto de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos, bem como a garantia de respeito do direito à moradia dos campineiros. Além de ser membro do Grupo Executivo de Planejamento e do Desenvolvimento Urbano e Rural e principal articulador da reivindicação de duplicação da Av. Comendador Aladino Selmi (Estrada dos Amarais).

Isso demonstra que ele combina cotidianamente a característica de ser um parlamentar de luta e sempre se destaca nas polêmicas com opiniões sobre problemas de grande relevância social. Como as retaliações do Afeganistão e do Iraque promovidas pelos EUA; a crise energética; a Lei de Responsabilidade Fiscal; a Área de Livre Comércio das Américas; as reformas da Previdência, Tributária, Judiciária e Trabalhista e Sindical; as discussões sobre a implantação da Região Metropolitana de Campinas; os fóruns sociais mundiais, entre outras questões.

Benassi tem grande experiência política, sendo hábil negociador que goza do respeito até de seus adversários políticos, pela firmeza na defesa dos interesses do povo de Campinas.

o    Produção Legislativa

PL 44/02
“Dispõe sobre a utilização de espaços destinados a publicidade, vinculados a administração municipal, as empresas que firmarem contrato de trabalho para o primeiro emprego no âmbito do município de Campinas”.
“Essa iniciativa apresenta uma alternativas à uma política de manutenção e geração de emprego que não deixa de levar em conta as  razões estruturais que determinam a grave crise global em torno do emprego”, ressalta Benassi.

PL 214/02
“Declara ‘Cidades Irmãs’ as cidades de Jericó na Palestina e Campinas”
Esse Projeto de Lei é mais que um simples gesto de solidariedade ao povo palestino, ao contrário, é um incentivo, pois visa promover o intercâmbio cultural e a amizade entre o povo campineiro e o povo de Jericó, uma das principais cidades do Estado Palestino bem como um dos maiores patrimônios da humanidade e cidade mais antiga da nossa civilização.

Lei 11412
“Autoriza o Poder Executivo a conceder isenção de taxa de inscrição para concurso público municipal aos desempregados, nas condições que estabelece e dá outras providências”.
Este novo projeto prevê que a isenção será concedida mesmo que o concurso público seja operacionalizado por empresa contratada. Desta forma, o projeto não dá nenhuma oportunidade para a Administração ignorar a isenção.

PL 266/03
“Dispõe sobre a concessão de uso especial para fins de moradia de imóveis públicos municipais”.
A concessão de uso especial para fins de moradia em áreas públicas é instrumento de grande importância para garantir segurança da posse à milhares de moradores de favelas no município de Campinas, possibilitando a regularização de tais assentamentos.

PL 289/03
“Dispõe sobre a proibição de novas aquisições de ônibus com motor dianteiro para operar no Sistema de Transporte Coletivo no Município de Campinas e dá outras providências”. É de conhecimento dos profissionais da saúde que atuam na área de doenças ocupacionais, bem como dos representantes da categoria dos condutores de transporte coletivo que as lesões auditivas ocasionadas pelo ruído dos motores podem lesionar o aparelho auditivo dos motoristas em até 50% de sua capacidade. Sem contar o calor excessivo produzido pelos motores que geram desconforto no verão e problemas de pele e musculares.

benassi-marca-dagua

Benassi – Competência, Experiência e Seriedade

Benassi tem presença marcante no movimento populares, sindicais, educacionais e de pesquisas. Organizou manifestações contra as privatizações. Denunciou e protestou contra o sucateamento dos institutos Agronômico de Campinas, o Biológico, o de Zootecnia, o de Pesca, e tantos outros, promovidos pelo governo Estadual.

 Sempre teve uma destacada participação política. Foi presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Campinas e membro da sua Direção Nacional. Atualmente faz parte do Comitê Municipal e Estadual do PCdoB.

Benassi combina quotidianamente a característica de ser um parlamentar de luta e sempre se destaca nas polêmicas com opiniões sobre problemas de grande relevância social. Benassi é um vereador de luta e de opinião, com grande experiência. Sua história política sempre foi marcada pelo combate ao desemprego, em defesa da Habitação Popular e pela intervenção qualificada no planejamento urbano e do desenvolvimento econômico.

Benassi tem grande experiência política, sendo hábil negociador que goza do respeito até de seus adversários políticos, pela firmeza na defesa dos interesses populares.

Com Benassi na Assembléia Legislativa somaremos força na luta do povo contra o neoliberalismo e pela construção de um projeto mudancista para o Brasil.

benassi-marca-dagua

BENASSI, UM VEREADOR DE OPINIÃO

Foi diretor da Associação de Docentes desta Universidade. Trabalhou como veterinário na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) do Instituto Agronômico de Campinas.

Sempre teve destacada participação política. Atuou na Coordenação Nacional do Movimento contra a Carestia e da Associação Popular de Saúde. Foi presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Campinas e membro da sua Direção Nacional. Faz parte do Comitê Municipal e Estadual do PCdoB.

É vereador há 10 anos e durante 7 anos presidiu a Comissão de Educação da Câmara Municipal. Atualmente é o 1º Secretário da Câmara Municipal e membro do Conselho Municipal de Educação, sendo o autor dos cadernos “Lucro Máximo, Miséria Máxima e Renda Mínima”, “A farsa da Lei de Responsabilidade Fiscal”, “Estatuto da Cidade” e “Trabalho e Desemprego”.

Benassi tem presença marcante no movimento popular, sindical e na área de Educação. Participou de incontáveis greves, passeatas, manifestações e protestos. Apoiou a campanha pelo “Passe Livre Já” e pelo passe escolar para estudantes de escolas profissionalizantes, promovidas pela União Campineira dos Estudantes Secundaristas (UCES). Estimulou a discussão do Estatuto do Magistério e combateu a municipalização do Ensino na cidade. Colaborou na luta contra a reintegração de posse do Pq. Oziel, Monte Cristo, e Vl. Padre Jósimo. Organizou manifestações contra o aumento da tarifa do transporte e contra a privatização do Banespa. Denunciou e protestou contra o sucateamento dos institutos Agronômico de Campinas, o Biológico, o de Zootecnia, o de Pesca, e tantos outros promovidos pelo governo Estadual. Ajudou na negociação entre o Sindicato dos Rodoviários e a Prefeitura para garantir a volta dos cobradores. Solicitou a presença do Secretário Municipal de Transportes Marcos Bicalho, para discutir com os vereadores o aumento da tarifa no sistema de transporte coletivo. Promoveu o seminário para discussão da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), intitulado “O impacto sobre os municípios”, o debate “Um novo rumo para o Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual)”, o debate-lançamento intitulado “Os desafios da esquerda hoje”, do livro de Décio Saes, o seminário “O papel do Legislativo na Região Metropolitana de Campinas” e criou o Fórum de Cidadania e Crise Energética.

Mesmo sofrendo ameaças Benassi conseguiu o cumprimento efetivo da “Lei de Direito de Passagem” que garantiu cerca de R$ 31,3 milhões à Prefeitura Municipal de Campinas, referente ao ressarcimento das empresas que exploram o solo e subsolo no município e nunca pagaram por isso.
Foi um dos proponentes da criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) para averiguar as irregularidades na contração da empresa para execução de limpeza pública; da CEI para apurar a prorrogação da concessão de exploração da Rodoviária de Campinas e da instalação de uma Comissão Especial de Estudos (CEE) para analisar o funcionamento dos diversos Conselhos de Cidadania de nosso município.

Benassi representou a Câmara Municipal no seminário sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, promovido pela Câmara dos Deputados em Brasília/DF e nas discussões sobre a implantação da Região Metropolitana de Campinas. Também foi indicado como representante do Poder Legislativo para dar continuidade nas negociações entre o governo Estadual, a Infraero e a Prefeitura sobre o projeto de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos, bem como a garantia de respeito do direito à moradia dos campineiros.

Benassi é colunista do jornal trimestral Campinas Hoje e do Portal Vermelho do PCdoB (www.vermelho.org.br).

Isso demonstra que ele combina cotidianamente a característica de ser um parlamentar de luta e sempre se destaca nas polêmicas com opiniões sobre problemas de grande relevância social local, nacional e internacional. Como a retaliação do Afeganistão promovida pelos EUA, a crise energética, a Lei de Responsabilidade Fiscal, a Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), as discussões sobre a implantação da Região Metropolitana de Campinas. Participou do II Fórum Social Mundial e do II Fórum Parlamentar Mundial, ambos em Porto Alegre.

Benassi tem grande experiência política, sendo hábil negociador que goza do respeito até de seus adversários políticos, pela firmeza na defesa dos interesses do povo de Campinas.

benassi-marca-dagua

BENASSI, UM VEREADOR DE OPINIÃO

Atualmente faz parte dos Comitês Municipal e Estadual do PCdoB. É vereador há 10 anos e durante 7 presidiu a Comissão de Educação da Câmara, além de ser membro do Conselho Municipal de Educação. É o 1º Secretário da Câmara e autor dos cadernos “Lucro Máximo, Miséria Máxima e Renda Mínima”, “A farsa da Lei de Responsabilidade Fiscal”, “Estatuto da Cidade” e “Trabalho e Desemprego”.

Foi um dos proponentes da criação: das Comissões Especiais de Inquéritos (CEI) para averiguar as irregularidades na contração da empresa de limpeza pública e  para apurar a prorrogação da concessão de exploração da Rodoviária de Campinas; da instalação de uma Comissão Especial de Estudos (CEE) para analisar o funcionamento dos diversos Conselhos de Cidadania de nosso município e a Comissão Processante (CP) que apurou as improbidades administrativas cometidas pelo ex-prefeito Chico Amaral. Denunciou a emissão irregular dos títulos públicos (precatórios) de Campinas, auxiliando na investigação feita pela Comissão Parlamentar de Inquério (CPI) de Brasília.

Também foi indicado como representante do Poder Legislativo para dar continuidade nas negociações sobres os projetos de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos e da duplicação da Estrada dos Amarais.

Benassi tem grande experiência política, sendo hábil negociador que goza do respeito até de seus adversários políticos, pela firmeza na defesa dos interesses do povo de Campinas.